Meu Perfil
BRASIL, Mulher



Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 PAVAN DESENVOLVIMENTO S/C LTDA
 PAPO DE MULHER
 LUCIANO PIRES


 
blogdasuely ( textos, vagas, e muito mais)


O Samba e A Feijoada

Feijoada sem samba não existe...

Alô galera, olha o sambinha que o Augusto compôs lá na mesa da minha cozinha enquanto eu preparava a feijoada...que ficou boa pacas...tudo começou por causa da minha mania de falar "trancas"..., depos lembrei das travas e pensei: Trnacas e Travas não interessam (Cazuza)...bom tema para um texto... papo vai, papo vem, e resolvemos colocar o ESPAÇO EXPRESSÃO no sambódromo. Carnavalescos interessados nos procurem...mas não copiem, ele é o compositor, e eu a bailarina...ops sambista!

O que uma feijoada expressiva de domingo, faz com a gente...

 

Espaço Expressão (carnaval 2006)

 

Solta as trancas iaiá.

Solta as travas ioiô.

Vem agora de solta.

Suely Pavan já chegou.

E agora!

Agora...todas as mágoas vão embora.

Pras amarras não tem hora.

Vambora.

Que no Espaço reina a Expressão

Pra soltar o corpo e o coração.

Eô...

Vambora.

Que a alegria não é ilusão.

Bate o peito, forte e grita:

É TESÃO !

É agora...

Tá na hora é só vibração.

Quero palmas, palma a palma com a sua mão.

Eô...

Vambora.

Baixa guarda, solta os panos com glória,

fé e compaixão.

Eô...

Não demora.

Não esqueça a descontração.

È isso aí...

ESPAÇO EXPRESSÃO!!!

È agora....

 

Augusto Vix (06/03/2005)

 



Escrito por Suely às 17h42
[] []



Feijoada no Domingo!

Depois de encarar aquela festa chata no sábado, rolou uma feijoada no domingo aqui em casa, com direito a samba e poesia.

Enquanto eu preparava a feijoada, meu sócio e amigo Augusto Vix escrevia...depois cortou couve também. Não sei cortar couve...minha espessura pra elas chega a ser de uns 5 cm....ele é virginiano e mais paciente que eu!

Olha só legal a inspiração masculina dele:

Veio de uma inspiração masculina, numa cozinha com feijoada e mulher bonita, cachorro no pé e muito sentimento...
 

Homem sísmico

 

Tectônico,

Sexy, feromônico,

Cômico, ascético, metódico, crítico.

Simpático atônito.

Mente que cala, fala, sente e repentinamente,

forte, tátil e envolvente.

Rápido, ruborizado, prático, indecente e fálico.

Mente que mente, espanta, alcança, intensa,

Pragmaticamente, criativa e ativa.

Típico homem sísmico, solitário.

Pasmo diante da vida e mesmo com tudo,

calado, grita ...

a falta de si mesmo.

 

Augusto Vix



Escrito por Suely às 17h40
[] []



Festa "cult", com gente chata

Bom, já escrevi e perdi tudo...vou tentar novamente, esse blog às vezes enche o saco...

Cheguei de uma festa há algum tempo (tá certo que estou tendo que escrever tudinho de novo). Uma festa do tipo "cult". E além de tudo em apartamento, tem coisa mais horrível do que festa em apê? Fica íntimo sem ser, um monte de gente que nunca tinha visto mais gorda em minha vida, se esbarrando e fazendo questão de não se conhecer:trintonas com o "look" deprê a La maria eduarda da novela, com aqueles cabelinhos pretos ensebados, curtos e cheio de fivelinhas a "retard". Caras com os cabelos espetados e curtinhos ou com cabelões fingindo estar desarrumados, mas que provavelmente gastaram umas cinco horas só buscando o ar "blase".

Sou arroz de festa, costumo chegar tarde, lá pelas 23:00/ 24 horas, e ser a última a sair, mas hoje num deu! Mesmo quando não conheço ninguém vou conversando e me integrando, mas quando o povo é chato, não consigo, e lá os assuntos eram "cults", só se falavam em nomes (deviam ser importantes) e lugares. O objetivo do povo era passar uma imagem de inteligência, desde a maneira com que se vestiam até os temas: o pessoal da Casperrrrrrrrrrrrrrrrrrrr, fui ver um "filminho" no Unibanco, assisti à peça do(?), vi o balé da Martinique( acabei de inventar, era um lugar bem longe!), conheci o produtor ( todos conheciam, e eu fiquei sem graça de pergunta quem era o cara e receber MAIS UM olhar torto!), e outros papos tipo "cabeça".

Eu parecia uma ET nesta festa: alta, loirona, toda arrumada. "Cult", não gosta de loira, somos burras. Cada vez que eu passava por uma das salas, as Marias Eduardas, grudavam nas mãos dos namorados "blase". Eu estava tão de saco cheio que minha vontade era sair rebolando pela sala, só pra ver os "cults" tendo um ataque cardíaco. Ou então cruzar as pernas como a Sharon Stone, e pedir: Vc. tem fogo pra um dos carinhas namorados das duducas. As garotas todas "pseudo poderosas"  são meio burrinhas, elas poderiam ficar despreocupadas, nunca daria nem sequer a mão para um cara que tem uma escolha pra mulher como essa...argh!!!! Tô fora: diga-me com quem andas que te direi quem és. Já imaginou então beijar um cara que um dia na vida teve uma namorada assim...argh...que enjôo. Quem gosta destes tipinhos intelectualóides, não serve pra mim!

Uma vez eu e minha amiga Andréia(uma figuraça) fomos a uma exposição de arte, e lá também só tinha esses tipos teatrais, era o povo que é "artista", e que para dizer artista anda com umas roupas estranhas": chapéus, chinelo havaiana, e outros breguetes. Nós duas, que somos loiras ficamos lá só por 5 minutos, e fomos a uma pizzaria, só para morrer de rir, e ainda fomos paqueradas por todos os caras lindões que estavam no restaurante. Gente normal, sem tipinho, artista ou "cult". Tive um amigo "cult" que odiava mulher com esmalte vermelho. Mulher cult só usa esmalte transparente. Hoje enquanto estava encostada na parede, vendo aquela cena de filme "noir", reparei: Todas as marias eduardas usavam esmalte transparentezinho. Elas tem que manter a pinta de inteligência, ser sexy é uma afronta.

Lá na festa tinha um músico, um roqueiro, um cara doido, mas muito divertido, que estava como eu totalmente perdido. Graça a ele eu consegui dar boas risadas, pra espanto do povo, que fala baixo e não sei se ri muito, tem jeito de deprê. E quem me conhece bem, sabe que a minha risada é um verdadeiro escandâlo.

O casal de amigos que me convidou, e que eu não via a um monte de tempo, agora subiu na vida e tem que virar "cult", pra acompanhar a nova "tchurma" profissional, mas eles continuam a ser pessoas legais...espero que não fiquem daquele jeito horrrrrrrrrrrrível no futuro.

Bom, não tenho nada contra o povo da Casper nem do cine Unibanco, mas que tem gente que só vai a lugares assim para se fazer de cult, isso tem!

Prefiro as festas estranhas com gente esquisita, e até um churrascão regado a pagode, desde que as pessoas sejam legais. E festa de pobre normalmente é o "must".

Espero conseguir dormir agora: Já tomei banho, me enchi de talco de nene, escrevi, e perdi tudo, reescrevi...se sonhar com os "cults" e acordar com vontade de cortar e tingir o cabelo de preto e encher de fivelinhas por favor me internem...eu virei “cult”...argh de novo!

Suely 

         

 

 



Escrito por Suely às 03h53
[] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]